Em pronunciamento na Câmara, vereador Sá Marques defende valorização da Polícia Civil

Nesta semana, o Vereador de São Luís, Sá Marques (PHS), fez um pronunciamento na Câmara Municipal, em que defendeu a valorização da instituição Polícia Civil. Sá Marques é investigador da Polícia Civil a mais de 20 anos, ofício que sempre honrou com muita dedicação , responsabilidade e respeito aos colegas policiais e a população. Vale ressaltar que durante esse tempo todo no quadro da corporação, nunca respondeu a processo disciplinar, assim como na sua vida pessoal, sempre procurou agir corretamente. Sá Marques além de policial civil e vereador de São Luís, é advogado e professor.
Sá Marques entre outros assuntos no pronunciamento destacou a política de valorização dos policiais civis.
“Lembro aqui que o governador do estado, o Sr. Flavio Dino, ainda durante a campanha para governador, foi junto com o Secretário de Segurança, o Sr. Jefferson Portela, a sede do sindicato dialogar com a categoria, e na oportunidade, prometeu uma política de valorização do trabalho dos policiais civis, condizente com o alto grau de periculosidade do exercício da profissão. Os cargos de investigador e escrivão da Polícia Civil são de nível superior, e os baixos salários, não refletem a realidade de atribuições e da formação acadêmica. O próprio governo do estado apresentou uma tabela de progressão salarial e depois voltou atrás. É preciso que  o governo olhe esses profissionais com mais carinho. A Polícia Civil tem um papel fundamental para a garantia da segurança do Estado e das pessoas, neste caso os maranhenses. Solicitamos aqui encarecidamente que o Governador Flavio Dino, cumpra as promessas de campanha relacionadas a Polícia Civil, para que a categoria trabalhe ainda mais motivada. Que o Secretário de Segurança possa também ser um incentivador de mudanças positivas e significativas a categoria. Que realmente o Governador Flavio Dino, possa entrar para a história do Maranhão, como realmente o governador que investiu na polícia maranhense. Como o Governador do Maranhão que investiu, que mudou positivamente, que estimulou os trabalhos da Polícia Civil e Polícia Militar no Maranhão”.
Realmente ‘tem que tirar leite de pedra’, reforçou Sá Marques, citando a ausência de uma política de valorização, baixo efetivo nos quadros da Polícia Civil, prédios, em alguns casos, em péssimo estado de conservação, ou mesmo a ausência de uma delegacia para trabalhar, salários que não estimulam o policial a ir para a rua trabalhar, correndo o risco de levar uma bala no peito em processo investigatório e repressão ao crime.
No dia 29 de setembro deste ano, a diretoria do Sinpol/MA se reuniu com o vereador Sá Marques (PHS) para debater as ações em prol da categoria. O vereador manifestou seu apoio à classe, firmando, principalmente, compromisso de empenho na doação definitiva de terreno para construção da nova sede.

Na ocasião, o presidente do Sinpol/MA, Elton Neves, voltou a reforçar a importância de garantir a segurança jurídica da posse do terreno, localizada no bairro Recanto dos Vinhais e já com alguns serviços feitos. Em julho deste ano, a atual diretoria autorizou a execução de serviços de limpeza da área do terreno.

Participaram do encontro, o presidente do sindicato, Elton Neves, o vice-presidente, José Rayol Filho, o diretor administrativo, Thelso Bruno, o secretário geral substituto, Jorge Campos, e o diretor de relação intersindical, Luís Guilherme.
Fonte: Blog Eduardo Ericeira

2 comentário sobre “Em pronunciamento na Câmara, vereador Sá Marques defende valorização da Polícia Civil

  1. Carvalho disse:

    Bem lembrado nas palavras do colega Marques, mas que a atual direção da SSP e o Governador esqueceram da proposta valorização GERAL da Polícia Civil, bem que parte daquele ficou lembrada somente no andar superior do degrau. Kkkkkkk entra poliquiteiro e sai politiqueiro internamente somos governo e oposição e nads muda no geral sempre quem ganha é um lado da balança. Fora Flavio Dino e qualquer outro candidato dessa velha tal mudança

  2. Felipe disse:

    Interessante desse governo é que: quando questionado sobre o efetivo da Polícia Civil eles falam “nomeamos 3 mil polícias militares, bombeiros militares e policiais civis”. Não respondendo assim o questionamento abordado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *