SINPOLPI PUBLICA NOTA DE APOIO AO SINPOL-MA

O Sindicato dos Policiais Civis do Piauí – SINPOLPI, vem a público manifestar total apoio à luta deflagrada pelo Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão – SINPOL-MA contra o tratamento de abandono dado pelo Governo Flávio Dino para com a Polícia Civil.

O descaso com a segurança pública pelo atual governo maranhense não pode ser admitido pela categoria policial civil, de tão valorosa missão frente à Justiça e à sociedade.

O trabalho policial é sobretudo um trabalho de equipe, e não há equipe que consiga produzir com eficiência sua missão, estando a grande parte de seus membros desmotivada e sem perspectivas, diante de uma situação caótica de falta de estrutura nas unidades da Polícia Civil, péssimas e ausentes condições de trabalho, insalubridade elevada, baixo contingente, desvalorização salarial, ausência de concursos e falta de treinamento, em contrapartida, tendo que combater um avanço sem freio da criminalidade. Isso não será possível sem o amplo apoio e investimento do governo.

Apesar de todas as dificuldades, a Polícia Judiciária do Maranhão desenvolve excelente trabalho de inteligência em suas investigações e tem como o resultado o desmantelamento de várias organizações criminosas que atuam no estado, citando um exemplo mais recente a apreensão recorde de drogas do ano e da história da Polícia Civil do Maranhão, feita no dia 22 de agosto deste ano, pela equipe da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (SENARC), que apreendeu cerca de 3,2 toneladas de maconha prensada, no Miritíua, povoado do município de São José de Ribamar-MA.

O SINPOLPI se solidariza com os Policiais Civis do Estado do Maranhão, através de seus representantes SINPOL-MA, na luta que está sendo travada contra o governo Flávio Dino.

“Desprezar os Policiais Civis, negando-lhes as condições necessárias de trabalho e valorização profissional é desprezar acima de tudo a Sociedade”.

Thales Melo, diretor de imprensa Sinpolpi.

 

Imprensa SINPOLPI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *